segunda-feira, 31 de outubro de 2011

DIÁRIO DE UM FINAL DE SEMANA PROLONGADO EM ROMA...

Por Bia Parra



Foi no final de semana passado. Era meu aniversario de 15 anos de casamento, data muito importante.
Desde julho estava programado um final de semana prolongado (sábado até terça feira) em Punta del Este no Uruguai. Não tínhamos muito tempo, nem eu e nem marido Edu.

Já estava tudo pago. Assim como todo mundo, agentes de viagens têm que fazer readaptações rápidas quando a natureza impera...novamente o Vulcão Puyehue voltou a se movimentar, cancelando no inicio da semana vários vôos para Buenos Aires, Montevideo e também Santiago.

Não queria correr riscos e então resolvi mudar o tudo...vixe!!!

Na verdade essa é uma movimentação complicada porque nesta altura do campeonato já estava com tudo organizado, inclusive as malas, é sou bem ansiosa e toda a “toillet” já estava pronta na cabeça.
Tinha pouco tempo não dava pra ir tão longe...mesmo assim decidi, vamos pra cidade que marido mais ama..Roma!!!


Assim, liguei voando pra TAM na tentativa de conseguir milhar as passagens...e não é que consegui!!

O hotel foi uma escolha certeira!! O Portrait Suítes do Salvatore Ferragamo. Minha querida consultora da Teresa Perez, Tatiana Rozados foi super eficiente, dedicada e carinhosa e tomou conta de tudo, já 
que o hotel de Punta tinha sido fechado com eles...linda, linda, linda!!!

Na sexta feira embarcamos. Mais uma vez, marido Edu só ficou sabendo de toda a alteração no momento do embarque..ele quase surtou!!!

E as roupas da minha mala?? Estão adequadas pra temperatura de lá???
Morri de rir!! Porque eu já tinha falado que estava friozinho em “Punta”. Assim dei uma “orientada” no que levar e deu tudo certo.

Como fizemos milhagem com a TAM, não tinha vôo direto, ok sem problemas. Fomos de Swiss. Foi nossa estréia nesta Cia Aérea e simplesmente amamos do começo ao fim. O atendimento desde o momento do check in é impecável. O serviço de bordo é eficiente e muito gentil. O banheiro ficou limpo e cheiroso o tempo inteiro e o conforto...maravilhoso!!

Chagando em Roma o dia estava lindo e bem quente, tal como em São Paulo.

Pegamos um taxi e fomos para o Hotel.

O Portrait é um hotel encantador. Na via Condoti, a poucos passos da Piazza di Espagna, o lugar não poderia ser melhor.
São apenas 14 suítes de tamanhos diferentes, mas todas cheias de requintes e luxos (alô moçoilas amantes de sapatos, as paredes do hotel contam a historia de Ferragamo e clientes do hotel tem 10% de desconto...)

O check in é feito em uma sala de estar bem confortável e linda, já nos sentimos em casa. Os nossos queridos concierges Gianluca e Francesco, nos receberam com tantas gentilezas que ficamos encantados. Conversamos sobre a nossa estadia e o que queríamos fazer. Prontamente sugeriram restaurantes, se encarregaram das reservas para todas as três noites. Nos deram um portfólio com vários passeios incríveis e diferentes, inclusive com guia em Português, foi só escolher e solicitar.
Já na suíte não faltaram mimos...sabiam da nossa comemoração (mais uma vez nossa querida Tati Rozados) então frutas, champagne, flores e meu cartão que tinha enviado para Teresa Perez, tinha sido transcrito para o marido..tudo perfeito!!!!

Em nossa primeira noite fomos ao restaurante Aroma (via Labicana, 125). Restaurante lindo, todo envidraçado de frente para o Coliseu iluminado, puro romance!! Voltamos a pé..saboreando um dos melhores prazeres de Roma...andar!! Era sábado então estava todo mundo nas ruas, fomos até a Fontana de Trevi tomar o primeiro gelato italiano..que delicia!!



Após um merecido descanso, acordamos numa manhã linda de domingo...café da manhã na “terraza”, lugarzinho deglicia, super charmoso com vista linda de Roma, na parte superior do Hotel e saímos  para bater mais perna pelas ruas.





Adoro ir para uma cidade que já conheço. Podemos nos dar o luxo de só curtir a cidade como um flaneur sem a ansiedade de ter que conhecer tudo...é uma delicia. Fomos andando..andando até chegar em trastevere, bairro super charmoso do outro lado do rio. Sabem a nossa Vila Madalena (pra quem é de São Paulo)? Então, lembra um pouco..cheio de ateliers, restaurantezinhos cool, sorveterias gostosas, gente descolada..passamos a tarde inteira lá nos perdendo pelas ruas e vielinhas.

De noite fomos a outro delicioso restaurante, Pastificio San Lorenzo (Via Tiburtina, 196 – tel: 39 06 97273519), restaurante super descolado, moderno, um pouquinho afastado do centro, só de gente local. Comida deliciosa; comi uma posta de bacalhau que estava divina!!!

Como não era muito tarde, pegamos um taxi e fomos para o Pantheon para a gelateria que considero a melhor de Roma, Della Palma (Via della Maddalena, 19/23 – tel: 39 06 68806752). Amo todos os sabores, amo sentar nos degraus da fonte na frente do Pantheon e curtir o visual..charmosíssimo.
Saindo de lá, a poucos passos por uma ruazinha, fomos fazer a nossa “saidera” em um dos hot spots do momento, Salotto 42 (Piazza di Pietra, 42 – tel: 39 06 6785804). Lugar muito bacana, cheio de gente bonita e som internacional...

No dia seguinte resolvemos fazer um passeio por uma Roma que ainda não conhecíamos..a Roma subterrânea. Foi incrível verificar as diferentes construções através dos anos (centenas deles). Galerias, catacumbas e vários monumentos subterrâneos podem ser visitados. Foi uma delicia de tarde passada com nosso guia Paolo, super culto e simpático fez toda a diferença em nosso tour.




À noite fomos nos despedir de Roma em um dos melhores restaurantes da atualidade, Il Sanlorenzo (Via dei Chiavari, 4/5 – tel: 39 06 6865097). Especializado em pescados, foi uma refeição “imperial”, maravilhosa. O ambiente super contemporâneo, talvez uma das melhores refeições da minha vida...
Na volta, como não podia deixar de ser...paradinha na gelateria do Pantheon..só para nos despedir...

Já na terça feira tínhamos que ir embora... foi o tempo de tomar um bom café da manhã com calma, desfrutar mais um pouquinho o charmoso hotel. Não faltaram os mimos de despedida.

Com um sorriso aberto, caloroso abraço e os famosos dois beijinhos iniciados do lado esquerdo, nossos queridos Gianluca e Francesco nos acompanharam até nossa saída nos presenteando com os deliciosos produtos de banho de Salvatore Ferragamo, maravilhoso!!!

Nossa volta foi um pinga-pinga de vôos, mas foi o que tinha de última hora..não nos preocupamos com o cansaço, ao contrário pensamos..”tomamos café da manhã em Roma, almoçamos em Zurich e jantamos em Londres”.
Em fim, valeu muito a pena, adoramos a viagem, aproveitamos intensamente esta cidade incrível e comemoramos em alto estilo nossos 15 anos de casados, mesmo que apenas em um final de semana prolongado em Roma.

Adoramos!!! Nosso muito obrigado a todos que fizeram estes momentos inesquecíveis!!! 

Um beijo e até amanhã.



sexta-feira, 28 de outubro de 2011

O AQUAPURA E A NOVA EXPERIÊNCIA GOURMET

Por Bia Parra






Olá pessoal, sabem aquele hotel que AMO no Douro, então, além de lindo e muito descolado eles super investem num conceito de bem estar e gastronomia de alta qualidade, assim vejam o que ele preparou para aqueles que podem e querem dar uma escapadinha...

Tons, temas e sabores
Venha ao Douro durante os meses de Julho a Outubro, desvende os segredos dos Chefs, enólogos e produtores e leve consigo a memória de aromas e sabores típicos desta região. O calendário destas experiências é:
·         Já Realizados
o    24.07.2011: Chef Valdir Lubave, Pousada de Belmonte e vinhos Aneto.
o    13.07.2011: Chef Henrique Mouro, o Chef Pasteleiro António Melgão e a enóloga Sandra Tavares da Silva.
o    27.07.2011: Chef Alexandre Ferreira, Escola de Hotelaria de Lamego e Pasteleiro Joaquim Sousa (The Oitavos) e o enólogo João Brito e Cunha, Vinhos da Quinta de São José.
o    18.08.2011: Chef Vítor Claro – Hotel Albatroz e os vinhos da Niepoort.
o    26.08.2011: Chef Ricardo Sousa, Restaurante SHIS e os vinhos Vale D. Maria e Cristiano van Zeller.
o    09.09.2011: Chef Matteo Ferrantino e o enólogo Jorge Serôdio Borges – Quinta do Passadouro.
o    30.09.2011:  Chef Luis Américo e vinhos Prats & Symington
o    14.10.2011: Chef Nuno Diniz e o enólogo Luis Soares Duarte e os vinhos da Casa de Arrochela.
o    21.10.2011: Chef Guy Doré do Restaurante Pequeno Mundo com os vinhos Mapa e 100 Hectares
·         28 e 29 de Outubro | Chef Alexandre Silva, Restaurante Bocca  e Chef Francisco Gomes com o enólogo Álvaro van Zeller e os vinhos do barão de Vilar. Ultimo programa.


Para que tenha uma ideia do lhe preparámos, eis mais detalhes:

O Chef – Alexandre Silva do Restaurante Bocca


       
Natural de Abrigada onde nasceu há 31 Anos formou-se  em Cozinha/Pastelaria e em Gestão de F&B na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa; o seu interesse em cozinha molecular levou-o ao Instituto Superior de Agronomia para estudar Gastronomia Molecular.

Por onde andou:
Desde Fevereiro de 2007 é o Chefe de Cozinha do Restaurante Bocca acumulando essas funções com as de formador de Cozinha na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa no curso Culinary Arts. Trabalhou nos Grupos Tivoli, Real e Sofitel, com passagem no prestigiado Bica no Sapato. É presença assídua como Júri de concursos e orador de eventos nacionais como “ A Essência do Vinho” ou "Peixe em Lisboa". Considerado Chefe Revelação Português em 2009 foi  condecorado em 2011 pelo Presidente da República, na "Cerimónia de Agradecimento aos Jovens Chefes de Portugal". Nomeado Garfo de Ouro no Guia do Expresso "Boa Cama e Boa Mesa" (2009, 2010 e 2011) e medalha de ouro no concurso de gastronomia com vinho do Porto. A sua cozinha é uma cozinha preparada ao detalhe e que apresenta pratos inspirados nas suas memórias da gastronomia regional portuguesa, reinventada e reinterpretada de uma forma criativa e divertida. A qualidade do produto é o elemento chave da sua cozinha. As técnicas aplicadas procuram sempre respeitar e potenciar as suas características naturais.

Francisco Gomes - A perfeição é possível
Quis ser gestor, formou-se em Gestão pela universidade portuense Fernando Pessoa, chegando, inclusivamente, a abrir dois escritórios de apoio empresarial. Mas a tradição familiar foi mais forte e Francisco Gomes, 35 anos, acabou por se dedicar por completo à gestão da Colonial, uma das confeitarias criadas pelo seu avô, Joaquim Pereira Gomes, o grande impulsionador desta área na pacata Barcelos da década de 1960.
 Mas a mera gestão do negócio familiar rapidamente evoluiu para um interesse sincero e crescente pelo métier, Francisco Gomes resolveu mudar de vida e aprender os segredos da pastelaria, apostando numa aprendizagem intensa com a créme de la créme dos peritos estrangeiros e, em simultâneo, na formação a chefes nacionais. 
Em 2005, estabeleceu uma parceria com a École Valrhoma, em França, especializada em pastelaria gourmet (petit-fours e texturas tácteis, entre outras variantes) e com Michel Willeum, um dos mais reputados e conceituados pasteleiros mundiais, actualmente, além de parceiro e amigo, seu consultor para as diferentes colecções que a Colonial apresenta aos clientes.
 Mais tarde, seguiu-se o ateliê de Pierre Hermé, considerado o “Pablo Picasso” da pâtisserie, dada a criatividade e irreverência das suas criações, onde aprendeu técnicas como a de fazer macarons (pequenos bolos de origem francesa feitos à base de amêndoa, claras e açúcar), tout fruit (produtos feitos à base de fruta) ou o célebre “best of Pierre Hermé”. Um ano depois, cruzou-se, em Lyon, no campeonato mundial desta actividade, com Miguel Moreira, proprietário do Parque da Penha, em Guimarães, e sócio do chefe Pedro Nunes no negócio de catering. A colaboração entre eles não tardou a surgir. No primeiro semestre de 2009, Barcelos, terra onde nasceu e sempre viveu, inaugurou o primeiro ateliê português de pastelaria, uma iniciativa da confeitaria Colonial.
 


Álvaro van Zeller -  o enólogo da casa Barão de Vilar
 
Descendente de uma família que há 14 gerações se dedica ininterruptamente ao negócio de vinhos do Douro, não será exagerado pensar que algum vinho do Porto corre, misturado com os glóbulos brancos e vermelhos, nas veias deste engenheiro agrónomo, licenciado pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, em São Paulo.
No 25 de Abril, a família de Álvaro decidiu voar para o Brasil. Acalmados os calores da revolução, a mãe de Álvaro retornou ao Porto, mas apenas com quatro filhos. Álvaro, o segundo mais velho, estava a gostar de estar no Brasil e ficou sob o pretexto de acabar o secundário. "Desde os 16 que durmo fora de casa", graceja já  que após concluir o curso foi para Bordéus fazer especialização em vinhos, área que o apaixonava.
Um Inverno passado a trabalhar na Régua foi suficiente para o atirar de volta ao Brasil, onde se demorou mais três anos a desenvolver um grande projecto de uva de mesa no Rio Grande do Norte, paralelo 4. Aos 28 anos, encontramo-lo no Noval, a histórica quinta da família Van Zeller
Por lá ficou, até que, em 1993, a família decide vender o Noval aos franceses da Axa Millesimes. O pai resolveu continuar no negócio do vinho do Porto, acompanhado dos dois filhos mais velhos (Fernando e Álvaro). Ficaram com os armazéns da companhia, em Gaia, que foram a base da Barão do Vilar - marca que foram buscar a um título que estava na posse da família e foi, no entretanto, reactivado.
Mais recentemente foram lançadas as gamas superiores, da 1ª vindima de vinhos do Douro, realizada na moderna adega de Santa Comba da Vilariça.l
Esse lançamento foi efectuado em  conjunto com o chef basco Martín Berasategui, um dos mais proeminentes chefs mundiais,com 7 estrelas Michelin no conjunto dos seus restaurantes e contínua presença na lista dos 50 melhores
do mundo elaborada anualmente pela revista Restaurant, sendo o tinto topo de gama Zom Colecção, o primeiro vinho em Portugal que utiliza a revolucionária garrafa que aquele desenvolveu.
A garrafa concebida por Martín Berasategui acumula num fundo próprio o depósito natural desenvolvido pelo vinho ao longo dos anos, dispensando assim a decantação. Mas também há outras vantagens associadas a esta invenção tecnológica: "A grande vantagem é que não vou ter que me preocupar com filtrações apertadas para evitar formações mais rápidas de depósito e, ao não filtrar o vinho, isso vai permitir que este exprima mais cedo todo o potencial que tem", explicou van Zeller.
Por ocasião da sua visita Martín Berasategui ficou de tal modo fascinado com o mundo dos vinhos do Douro e do Porto que a par de incluir os vinhos da Barão de vilar nas cartas dos seus vários restaurantes, se propôs desenvolver um prato confeccionado com borras de vinho do Porto que Álvaro Van Zeller forneceu.Para fazer jus a uma frase que nos deixou e que Álvaro Van Zeller subscreve em toda a sua plenitude “Não há grande gastronomia sem grandes vinhos”

Vinhos em mostra:






Barão de Vilar Reserva Branco 2008
Castas: Malvasia Fina, Côdega, Rabigato e Viosinho
Notas de prova: Após as colheitas, em meados de Setembro 2008, o vinho fermentou em barricas usadas e uma pequena percentagem em barricas de carvalho francês, seguido de estágio de 7 meses com batonnage. Preço de venda: 9,10€



Zom tinto 2008
Castas: Touriga Nacional, Touriga Franca e castas vinhas velhas.
Notas de prova: Fruta vemelha e preta, fresco na boca. Texturado, taninos finos, muito suave e elegante.Um Douro polido. Zom é o primeiro vinho vinificado na nova adega do Barão de Vilar em Santa Comba da Vilariça. A fermentação ocorreu em cubas de aço inoxidável a temperatura controlada, inferior a 15º c, tendo uma parte do lote estagiado em barricas de carvalho francês de segundo ano. Preço de venda: 7,50 €

 

Zom Colecção  2008
Castas: Touriga Nacional, Touriga Franca e Vinhas Velhas. 40 % do vinho estagiou em barricas de carvalho Francês por um período de 18 meses e uma pequena parcela do vinho envelheceu em cubas de inox. Notas de prova: Possuí uma coloração bordeaux e revela aromas a frutos vermelhos maduros e notas a madeira. Tem um final de boca elegante e longo. Preço de venda: 24,90 €



Maynard ´s Vintage 1996
Castas: touriga franca, touriga nacional, tinta Roriz, tinto cão e tinta barroca
Notas de prova: O Vintage Port é um porto de uma colheita de um ano especial, que é engarrafado após envelhecer por um período de 2 anos em madeira. O Vintage aperfeiçoa-se durante o estágio na garrafa. Durante o processo de envelhecimento, o Vintage tem tendência a formar um depósito no fundo da garrafa. Desta forma, é aconselhável decantar cuidadosamente o Porto. É feito com castas seleccionadas do Vale Torto, situado no coração da Região do Douro, e as uvas são pisadas em lagares de granito e armazenadas em pequenos tonéis durante 2 anos. Preço de venda: 27,00€




Maynard´s 10 Anos
Castas: Touriga Franca, Touriga Nacional Tinta Roriz, Tinto Cão e Tinta Barroca.
Notas de prova: De cor alaranjada com arom,as a frutos ecos, mel e um toque de caramelo combinado com amoras maduras e chocolate. No paladar é suave e encorpado, com sabores a figos maduros e compota. Tem um final de boca longo. Preço de venda: 12,50 






* Informações: www.aquapurahotels.com/



Sensacional!!! Nós, mais uma vez recomendamos. Se não der tempo para pegar esta edição, cadastrem-se no mailing do hotel para receberem os informativos das novas edições.
Um beijo e bom final de semana!!!


quinta-feira, 27 de outubro de 2011

DUBAI - CONHEÇA UM POUCO A CIDADE MAIS "FUTURÍSTICA" DO MUNDO

Por Helena Ruano

Conhecido como um dos setes emirados que formam os Emirados Árabes Unidos, é considerada o emirado com a maior população. 
Mundialmente conhecida por ser uma cidade moderna, luxuosa e “futurística”, que tem atraído muitos turistas por suas estruturas surpreendentes, como seus centros de comércios, os condomínios luxuosos, inclusive um dos maiores edifícios do mundo. Restaurantes excelentes, praias, entre outros, que também estão inclusas como passeios imperdíveis por lá.

Dubai pode ser visitada em qualquer época do ano, porém de Maio a Setembro suas temperaturas são muito elevadas. Entre os meses de Outubro e Abril aproveitem para passear sem que você passe um calor absurdo.
Aqui vão algumas dicas dos pontos mais visitados:

Que graça seria se você fosse a um lugar em que você não soubesse nada sobre sua historia? Como tudo começou?
Sabe o que é melhor ainda, poder vivenciar tudo isso!!

Bastakia 
É um bairro com construções árabes antigas, é marcado por diversas casas históricas que foram restauradas, tendo destaque para as Wind Towers “Torres de Vento” ou Barjeel. Muitas residenciais que existiam lá foram transformadas em museus, pousadas, restaurantes, lojas entre outros.








Jumeirah Mosque (Mesquita)

Um dos pontos mais visitados e mais fotografados pelos turistas, principalmente à noite quando está toda iluminada e é uma das poucas mesquitas da região que abrem para visitação de todas as crenças. 






Creek

E que tal um passei pelo Creek?
Um canal que divide a cidade ao meio, você pode passear pelo calçadão onde você irá ter uma visão espetacular desta região histórica com a mistura de prédios super modernos, ou então você pode fazer um passeio de cruzeiro, que é uma opção excepcional para aqueles que preferem sentir o ar de estar “navegando” pelo Creek no meio de todas aquelas exuberâncias de Dubai.



Mall of the Emirates
É um shopping com mais de 500 lojas de marcas famosas, conta também com uma pista artificial de ski dando a sensação exata de estar em um local com neve e de baixas temperaturas enquanto nas ruas de Dubai faz calor.
Se passar por Dubai é um dos passeios que vale a pena conferir, ainda mais que não é em todos os lugares do mundo que vemos um local de neve dentro de um shopping em pleno lugar de calor, por que afinal estamos falando de MUITO CALOR!
É de muito fácil acesso, pois existe o Metro Dubai, que sua estação é quase na porta do shopping.


Incrível não é? 
Um lugar que não pode faltar no seu roteiro!




Burj Dubai
Considerado o maior predio do mundo até então , o Burj Dubai( Torre de Dubai ) inspirada em uma flor , foi construído com 828 metros de altura.Sua construção teve inicio em setembro de 2004 e termino no dia 4 de janeiro de 2010.
É deslumbrante !!







Entre outros que vale a pena serem destacados:

Palm Islands;
O arquipélago The World;
O hotel Burj Al Arab;
São eles os mais conhecidos.

Existem também aqueles que nem todos conhecem, como:

WAFI Shopping;
Souk de Especiarias;
Madinat Jumeirah;
entre outros.

DICAS:

Aqui vai uma dica de passeio que particularmente achei muito bacana, e que eu não perderia por nada!! 
É um passeio a um Safári no Deserto, realizado de carros 4x4 em meio as Dunas, podendo ser uma opção sua, se quer ir “com emoção” ou “sem emoção”, no meio do caminho uma parada para tirar fotos incluindo a vista do por do sol.  



Hotel Atlantis
Um hotel deslumbrante, com mais de mil quartos, cinco estrelas, localizado em uma praia privativa na Ilha Palm de Dubai.
Quartos luxuosos com varandas com vistas para a cidade ou para o mar da Arábia, restaurantes com diversas culinárias, um subaquático, parque aquático para diversão das crianças, SPA, academia com personal trainers e muito, muito mais.




Confira muito mais fotos do Hotel Atlantis aqui nesse site:

http://viagem.uol.com.br/album/atlantis_dubai_album.jhtm

Um beijo e até amanhã.



quarta-feira, 26 de outubro de 2011

ILHA DE PORQUEROLLES....O DESCOLADO DE PROVANCE

Por Bia Parra


Navegar até Porquerolles a partir do porto de Hyères..este é o meu mais novo desejo de consumo de viagem, um lugar próximo à costa e ao mesmo tempo, outra Provance.

Porquerolles é um daqueles lugares que não está nos mapas óbvios do turismo, mas tenham certeza é destino certo de antenados e descolados de plantão.

Uma ilhota com apenas 7 km de comprimento por cerca de 2,5km de largura, Porquerolles é de uma beleza selvagem, aristocrática, sutil e refinada ao mesmo tempo.

O trajeto de vinte minutos a partir do porto de Hyères-les-Palmiers é um rito de passagem. Aos poucos se aproxima uma Provance cuja identidade nada se parece com aquela que conhecemos com seus enormes campos de lavanda e turistas para todos os lados. Não, Porquerolles é diferente, muito diferente.

Fora de temporada moradores de grandes metrópoles podem se chocar pois o vilarejo não deve ter mais do que 350 habitantes, para quem mora em São Paulo, encontra-se isso  num só prédio. Mas acreditem, ela faz acontecer!!!

No verão a pequena praça rodeada de bares e restaurantes com uma igrejinha ao fundo faz o cenário de filme virar uma confraria a céu aberto. A partir das férias de final de abril, início de maio o grupo de boêmios de paris desembarcam tranquilamente com suas bicicletas e seu alto número de visitantes transforma o pacato vilarejo em point do verão.

Porquerolles é tão especial que o visitante sempre quer voltar, isso porque é possível fazer um delicioso pic nic orgânico organizado por uma simpática Sra. Marie Claude Cano que mora numa bucólica casa no bosque...chic,chic,chic.

A região prima pelo delicioso gourmet..há dezenas de espécies de olivas cujo óleo tem acidez perfeita, com uma baguetinha fresca..humm. O vinho..simplesmente a melhor e mais antiga vinícola do arquipélago está ali também, Domaine de Ilé que produz 15mil garrafas por ano com o rótulo Côtes de Provance.


Imperdível uma visita na vinícola cujo anfitrião é um Palestino (!!) divino...super culto e engajado, é um dos organizadores do festival de verão de Jazz à Porquerolles.

É isso, quero muito ir a Porquerolles e vivenciar o luxo da simplicidade desta outra Provance!!!

Um beijo e até amanhã

* Inspiração: Meridiani - França Mediterranea

terça-feira, 25 de outubro de 2011

UM FINAL DE SEMANA EM SALVADOR, BAHIA...

Por Bia Parra

Dia desses estava uma pouco cansada do friozinho e resolvi pegar marido Edu para uma final de semana surpresa em Salvador.

Ele só soube pra onde ia, lá no aeroporto, muito legal.

Queria um hotel pequenininho e charmoso. Não queria ficar em grandes redes, aí optei por hotel boutique super cool no bairro de Rio Vermelho, o ZANK BOUTIQUE. Escolha mais que acertada porque é um hotel intimista em que cada um dos seus 20 apartamentos recebeu uma concepção diferente, tudo com muito estilo. O serviço é uma delicia, super personalizado, sabe quando nos sentimos únicos cheios de mimos e atenções...foi assim que as irmãs Raquel, Eliane e Cecilia Zanchet nos receberam. Atenção especial para o café da manhã e a trilha sonora deliciosa, as meninas super gentis, nos gravaram um CD que ouvimos sempre para matar saudade...


O bairro é um capítulo a parte.  A costa e as ruas do Rio Vermelho são nacionalmente conhecidas por abrigar um das maiores festas da Bahia: a Festa de Iemanjá, a rainha do mar. Até os dias atuais, os pescadores da Colônia Z-1, cuja sede é a Casa do Peso do Rio Vermelho, preparam a principal oferenda à Iemanjá, um balaio com diversos presentes especiais. É linda, eu sempre adorei esta festa que ocorre anualmente no dia 02 de fevereiro. O bairro também é bem famoso por sua boemia. Em suas ruas e largos, há sempre uma festa acontecendo, em todos os dias da semana. Aposta certa e segura para a pessoa que quer se divertir.
Um pouco além, no Largo da Mariquita, está o famoso Mercado do Peixe. Formado por diversos boxes que vendem cerveja gelada e pratos típicos, como o sarapatel e o mocotó...para quem quer um passeio alternativo e bem típico, é um prato, literalmente, cheio.

Mas a maior patrimônio do Rio Vermelho é o acarajé da Dinha...figura tão famosa que  emprestou seu nome ao Largo de Santana, que hoje é mais conhecido como Largo da Dinha. A fila do seu tabuleiro dá voltas e todos esperam para saborear os quitutes da baiana, que herdou o ponto de sua mãe Rute e avó Ubaldina. Point  da sexta quando chegamos, acarajé e cerveja bem gelada.


Para o dia seguinte queríamos ver a restauração do Pelourinho, hoje Patrimônio da UNESCO.O termo "pelourinho" foi dado para local onde os escravos eram castigados pelos senhores de engenho. Para demostrar à população sua força e poder, os senhores de engenho resolveram construir um "pelourinho" no centro da cidade, instalando-o no largo central, hoje área localizada em frente a casa de Jorge Amado.
Muito diferente do tempo do descaso e da prostituição, hoje o “Pelô” está todo revigorado, limpo e policiado. Suas ruas de pedras estão lotada de ateliês, lojas de decoração, restaurantes descolados em meio a muita história.

Recomendo em particular uma visita a Igreja e Convento de São Francisco: considerada uma das mais ricas e espetaculares igrejas do país, tem todo o interior coberto em ouro. Sua fachada barroca é de 1723, como também os painéis de azulejos portugueses que reproduzem a lenda do nascimento de São Francisco e sua renúncia aos bens materiais. A nave central, cortada por outra menor, forma uma cruz. As pinturas têm forma de estrelas, hexágonos e octógonos e exaltam Nossa Senhora. Na sacristia, estão reunidos 18 painéis a óleo sobre a vida de São Francisco. Os dois púlpitos laterais são talhados com folhas de videira, pássaros e frutos colhidos por meninos e recobertos de ouro.

Há também um ritual maravilhoso na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, a construção da igreja levou quase todo o século XVIII para ser concluída – ela foi erguida pelos membros da Irmandade de Nossa Senhora dos Homens Pretos do Pelourinho, escravos que só podiam trabalhar na obra em seus momentos de folga. Finalizada em 1796, é um dos marcos do Centro Histórico, com torres de influência indiana e fachada em estilo rococó. As missas do final da tarde de terça-feira apresentam cânticos em ritmos africanos acompanhados por atabaques, tamborins e repiques, sendo uma das maiores expressões do sincretismo baiano. Tem que ir!!!

Desnecessário: Subir da cidade baixa para a alta pelo Elevador Lacerda. Eu me sinto claustrofóbica lá dentro com aquele monte de gente, não gosto não, pode ir de taxi que está tudo certo.


Bom, depois de tanta história tínhamos endereço certo para o almoço lá mesmo para uma deliciosa moqueca de camarão com banana da terra e muito azeite de dendê no Jardim das Delicias (R. João de Deus, 12 – Pelourinho - Telefone: 71 3322 7068).



Para de noite, tínhamos reservado o Amado(venida Lafayete Coutinho, 660 – Comércio Salvador - BA, 40015-160). Restaurante mais que badalado de frente para a Baía de Todos os Santos, projetado por Paulo Jacobsen ele alia uma decoração rústica e toques de requinte, com seus lindos janelões de frente pro mar (se puder, reserve uma mesa lá fora). O camarão empanado com tapioca e o arroz de bacalhau servido com banana grelhada são divinos. Para acompanhar a adega guarda 3 000 garrafas de 220 rótulos de vinho.

Dia seguinte..preguicinha a lá Jorge Amado...piscininha..caipirinha...massagem (tenho um apego especial em visitar todos os SPAs de hotéis por onde passo)...

Fomos a igreja do Nosso Senhor do Bonfim, meus filhos (que ficaram em SP) queriam as fitinhas de qualquer forma...e para almoçar já bem de tarde, resolvemos finalizar com o restaurante Paraíso Tropical  (Rua Edgard Loureiro, 98 B - Rua Nossa Senhora do Resgate, 40152-110 - 71 3384-7464 )- O único restaurante regional a receber uma estrela do Guia Quatro Rodas. O chef Beto Pimentel é muito famoso por seus pratos criativos que misturam frutas aos pratos salgados. É pitoresco, fica no meio de uma chacrinha, mas vale o deslocamento (o restaurante é afastado da orla) e o serviço sossegado.

De lá fomos direto para o Aeroporto, já com gostinho de quero mais.

Salvador tem um charme que é só dele e que amamos..

Um beijo e até amanhã!!

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

NATAL LUZ...UMA GRANDE E BOA SURPRESA!!!

Por Bia Parra


Confesso que nunca tinha me interessado muito para conhecer o Natal Luz de Gramado. Na verdade, no meu caso, por não saber muito bem o que era este lindo evento. Agora que descobri, quero dividir o quanto é bacana com vocês.

Breve histórico
Conhecidamente Gramado é um destino de inverno, o que na verdade combina muito com o Papai Noel, porém nosso natal é no verão, né?! Pois é, mas quem liga pra isso quando se tem muita imaginação... então, a necessidade de criar uma grande atração para a baixa estação e atrair o grande publico, fez com que  o  então Prefeito Pedro Bertolucci e o seu Secretário de Turismo, Luciano Peccin que estava encantado com as luzes de natal de Orlando na Florida, quisessem enfeitar Gramado de forma especial. 

A estratégia incluiu também sonorizar a avenida e fazer algum espetáculo o qual contou com a maravilhosa colaboração do Maestro Eleazar de Carvalho, titular da OSPA, nascendo assim o primeiro evento do que é hoje o Espetáculo do Natal Luz.

Hoje as atrações são muitas... encanta tanta adultos quanto crianças. Vejam algumas.

Nativitaten – Maravilhosa ópera a céu aberto, produzido às margens do Lago Joaquina Rita Bier, onde cantores líricos posicionados em balsas remontam a origem do natal. Chamas de fogo saem de dentro do Lago, chafarizes de água desenham formas em meio a raios laser, fogos de artifícios costuram os temas do início ao fim, numa comovente e única apresentação. O coral de 100 vozes é emocionante.

Grande Desfile de Natal – Um cortejo lindo acontece na avenida central de Gramado conta com os principais personagens do Natal em um espetáculo de som, luz e fantasias com a presença do Papai Noel.

Fantástica Fábrica de Natal – Um emocionante musical conta a história de uma criança ao realizar seu desejo em conhecer a Fábrica do Papai Noel... bem mágico, os brinquedos e a própria fábrica ganham vida, enquanto ajudantes do bom velhinho trabalham freneticamente para finalizar a produção para a tão esperada noite de natal.

Show de acendimento das luzes – Linda cerimônia onde som e efeitos sincronizados de iluminação na grande árvore de natal levam ao acendimento das luzes da cidade. A cerimônia sempre precede um dos grandes shows da programação e leva milhares de pessoas ao cruzamento das avenidas Hortênsias e Borges de Medeiros.
Informações Gerais - Local: Rótula Borges com Av. das Hortênsias - Horário: 21h

Rua dos Quebra Nozes - Durante a temporada de Natal, a Avenida das Hortênsias receberá a exposição Quebra-Nozes, formada por réplicas de soldadinhos quebra-nozes ícones dos tradicionais brinquedos infantis, mas em versão gigante. A mostra acontece na Avenida das Hortênsias (entre a Avenida Borges de Medeiros e a Avenida São Pedro). Muito lindo!!!

Tannenbaumfest – Momento em que todos, locais e turistas saem às ruas para colorir ainda mais Gramado enfeitando ao mesmo tempo pinheirinhos ao longo da Avenida Borges de Medeiros, uma parada de Natal em que o espírito natalino toma conta ao longo da avenida e a finalização ideal.

O Príncipe do Natal – “Um espetáculo com trilha sonora original e músicos cantando e tocando ao vivo, com efeitos especiais e inovadores no universo de espetáculos, que tocará o coração de toda a família. Você vai se encantar, com os bonecos, gnomos e seres mágicos; Figuras graciosas em meio a cenários fantásticos”.

Estas são apenas algumas das atrações, visite o site, tem muito mais.

Realmente é um espetáculo lindo...

Este ano o Natal Luz de Gramado está previsto para acontecer entre 03 de novembro de 2011 a 15 de janeiro de 2012...vale muito dar um pulinho lá e vivenciar a melhor festa de Natal do Brasil em clima de Pólo Norte, residência do “bom Velhinho”

Um beijo e até amanhã